Notícias



Busca

Pesquisa personalizada





Usina de Soluções Tecnologia da Informação

 

 

História da Família Thom

 

 

 

THOM: Segundo o "Sangue dos Braganças na Europa" de Luis Amaral apud GeneAll.net, este nome é de origem inglesa, porém existe também um ramo alemão, provavelmente da Pomerânia (Prússia Ocidental).

Ao aportarem no Espírito Santo, a partir de 1846, os imigrantes da Pomerânia Ocidental foram classificados como prussianos por terem embarcado nos portos da Prússia. A Pomerânia, uma província que conservava sua identidade cultural particular frente às diversas tentativas de dominação por parte de dinamarqueses, suecos e alemães, compreendia uma estreita faixa costeira entre o Mar Báltico e a Polônia, onde predominavam latifúndios. A tradição ali era que somente um dos filhos herdasse a propriedade paterna, aos outros restava a opção de trabalhar em terras alheias ou emigrar.

Em 1848, em um lugar chamado Raiz da Serra, atual Inhomirim (6º Distrito de Magé - Rio de Janeiro), terras que mais tarde formariam a fazenda Pau Grande pertenciam a quatro irmãos.
Em 11 de agosto daquele ano, três dos irmãos venderam suas terras ao Visconde de Sepetiva (Aureliano de Souza e Oliveira Coutinho), sendo o sítio restante vendido em 1854.
As terras foram depois vendidas ao comendador e guarda-roupa Francisco Pinto da Fonseca.
Em 1865, antes de morrer, o comendador dividiu as terras entre seus dois filhos, Francisco Pinto da Fonseca Teles e Jacinto Bernardino Pinto da Fonseca, recebendo este último, na partilha, a fazenda Pau Grande.
Em 1868, Jacinto Bernardino vendeu esta fazenda ao americano James B. Johnson, que a transferiu a João Paulo dos Santos Barreto.
Em 1871, motivados por uma mentalidade favorável à tecnologia hidráulica, um grupo de empresários brasileiros contratou uma equipe de engenheiros e técnicos ingleses, cuja missão era a escolha do local para instalação de uma fábrica de tecidos.
O comandante desta equipe, o inglês John Sherrington, escolheu um grande vale entre os morros Redondo, Dois Irmãos e Velho, de onde brotavam dois rios de volumes satisfatórios, formados por cerca de dez nascentes existentes naquelas elevações, distante três quilômetros e meio da estação de trens da Raiz da Serra.
João Paulo dos Santos Barreto então passou a fazenda a Sherrington e seus sócios Antônio Felício dos Santos e Francisco José Pedro Lessa.
O início das obras ocorreu ainda em 1871, sendo importado da Inglaterra todo o material necessário (de pequenos parafusos a grandes máquinas e vigas de aço) que chegavam à Raiz da Serra pela ferrovia de Mauá, seguindo para o vale em lombo de animais.
Em 1875 os trabalhos de instalação foram concluídos e a nova indústria, moderna, triunfante e denominada Companhia de Tecidos Pau Grande (CTPG), iniciava suas atividades.
Já na inauguração dispunha de 150 teares elétricos, alimentados por potentes geradores ingleses movidos pela força hidráulica do Rio Piabetá, cujas águas foram canalizadas para esse fim.
A fábrica Pau Grande por estar isolada, utilizando mão de obra rural, construiu e manteve uma comunidade fechada no seu entorno, em verdade uma característica comum a outras vilas operárias das industrias têxteis na virada do século XX.
Surgiu assim, a vila Pau Grande, localidade onde vivia o casal de imigrantes alemães (pomeranos) Marilia e o tecelão Gustav Thom.
Entre 1891 e 1892, tiveram um filho chamado Affonso Thom.
Neste ano, a empresa CTPG dá início à sua expansão com a compra da Fábrica Cruzeiro, no Andaraí, Rio de Janeiro.
Tal fábrica foi totalmente reformada e iniciou sua produção em 1895, utilizando a energia elétrica da Light, ainda em fase de implantação naquela cidade.
Ao incorporar a nova unidade, é mudada a razão social para Companhia América Fabril, Fiação e Tecelagein, S. A. (CAF) e a indústria inicial passa a ser Fábrica Pau Grande.
Seguiram-se outras incorporações no Rio de Janeiro: Fábrica Bonfim (1903), Fábrica Mavilis (1911) e Fábrica Carioca (1920), as duas primeiras no bairro do Caju e a última na Gávea.
Affonso Thom já tecelão foi transferido a uma destas filiais no Caju.
Se casou no Rio de Janeiro com a japonesa Matzu Anzai (filha de Sakuzô Anzai e sua mulher Shin), quando ela tinha 23 anos.
A família Anzai chegou ao Brasil entre 1908 e 1920 para morar no Rio de Janeiro (capital).
Affonso Thom e sua mulher Matzu, moravam na Rua General Gurjão, n. 4, no bairro do Caju, Rio de Janeiro. Este endereço situado na então "Quinta do Caju" pertenceu à Coroa no século XIX (na Segunda Guerra, o local foi cedido às Forças Armadas e, atualmente, abriga o Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica).
As 16 horas do dia 22 de setembro de 1922 no Rio de Janeiro nasce o primogênito deles, Lauro, que viria a se tornar carpinteiro.
Em 1923, se mudaram para o interior de São Paulo.
Os pais de Affonso Thom morreram antes de 1922 e os pais de Matzu Anzai depois desta data.

 

CURIOSIDADES: O nome Pau Grande teve origem na existência de uma árvore junto ao portão de uma das fazendas da região. A localidade de Pau Grande ficou conhecida mais tarde por ser a terra natal de Garrincha, um dos melhores jogadores de futebol da história.

A fábrica Mavilis (situada na Rua General Gurjão, n. 81) e sua vizinha Bonfim (General Gurjão, n. 25) fecharam as portas em 1969 e foram completamente demolidas até o chão nos anos 80. Seus terrenos passaram a ser utilizados para depósito de containers. Moradores de uma das antigas vilas operárias convivem agora com o barulho dos guindastes e a paisagem de blocos de aço coloridos que cercam sua vila. Não há quaisquer outros restos das fábricas de tecidos que não sejam eles mesmos, sua vila e a memória.

Distribuição geográfica atual do sobrenome Thom na Alemanha:

Fonte: http://www.verwandt.de/karten/absolut/thom.html (29/12/2009)

Ancestrais da Família Clemente de Souza:

Affonso Thom
Fotos:

Nascimento Data: 1891 Local: Pau Grande - Magé - Rio de Janeiro - Brasil Pais: Gustav Thom e Marilia Esposa: Matsu Anzai
Filhos: Lauro Thom e Geraldo Thom

 

Voltar